domingo, 31 de agosto de 2014

Coco-de-catarro | Coco-baboso | Coco-de-espinho

Fruto comestível, de sua amêndoa
se extrai um óleo fino semelhante ao da oliveira.
Seu óleo é também uma das principais
fontes para a produção de biodiesel.


A frutificação ocorre
entre três e cinco anos de idade.
O cacho pode ter até 60 quilos e a palmeira
produz de quatro a seis cachos por ano.
A espécie pode sobreviver por 100 anos
mas seu plantio ainda é difícil.

Foto: http://cuiabadechapaecruz.blogspot.com.br/p/o-que-significa.html


O óleo da Bocaiúva, além do uso alimentício,
é de excepcional qualidade para uso industrial.
Alguns estudos apontam para
provável utilização comercial para os dois usos.
É também considerada de alto valor
nutritivo para alimentação de gado.

Em Cuiabá o fruto é muito apreciado
principalmente pelas crianças e também
é conhecida como "chiclete cuiabano".
Saiba mais sobre bocaiúva, coco-de-catarro,
coco-baboso, coco-de-espinho


Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Coco-de-espinho

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Caldo verde | Famosa sopa portuguesa

O caldo verde é uma sopa de couve galega,
tipicamente do norte de Portugal continental,

mas muito divulgada por todo o país
- é provavelmente a mais famosa sopa portuguesa.

É uma sopa geralmente espessa
e de cor predominantemente verde, uma vez que
é feita com couve cortada às tiras bastante finas.

O Caldo Verde foi nomeado
uma das 7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal.


Foto: http://www.doceculinaria.com/2014/07/caldo-verde-claudius-grill.html


Para uma degustação típica minhota*
a sopa é servida em tigelas de barro,
regada com um fio de azeite, acompanhada
das rodelas de chouriço e uma fatia de broa de milho.
Devido à sua simplicidade e leveza come-se
no início da refeição ou numa ceia tardia.

Minhota*: típico da região do Minho, no norte de Portugal

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Caldo_verde

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Istmo | O que são istmos?

Um istmo é uma porção de terra estreita
cercada por água em dois lados
e que conecta duas grandes extensões de terra.


Os istmos são bons lugares para construções de canais.
O mais conhecido de todos é o Canal do Panamá,
que está entre o Oceano Pacifico e o Oceano Atlântico.
O Canal do Panamá é uma das mais importantes
linhas de comercio internacional.

Foto: http://clikaki.com.br/o-que-sao-istmos/


As construções de canais em istmos permitem
que os navios encontrem
menores percursos para chegar o seu destino.

Outro canal conhecido é o Suez,
que liga a Europa e a Ásia sem a necessidade
de se contornar a África, pelo cabo de Boa Esperança.
saiba mais sobre o que são istmos?

Fonte: http://clikaki.com.br/o-que-sao-istmos/

domingo, 24 de agosto de 2014

Khash | Prato típico da Armênia

É apreciado no início da manhã
com boas quantidades de vodka.


Khash é uma sopa típica da Armênia,

que consiste em ferver em água,
durante cerca de 24 horas,
pedaços de perna de vaca ou de carneiro
com temperos até obter um caldo forte e aromático.

Foto: http://en.wikipedia.org/wiki/Khash_(dish)


No passado era um alimento de inverno,
agora é considerado uma iguaria, e é apreciado
como uma refeição festiva do inverno, geralmente
por um grupo de homens que se sentam
em torno de uma mesa, no início da manhã.

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Plâncton | Base da cadeia alimentar dos ecossistemas aquáticos

Organismos animais e vegetais
incapazes de vencer os movimentos do mar

O plâncton encontra-se na base da cadeia alimentar
dos ecossistemas aquáticos, uma vez que serve
de alimentação a organismos maiores.


O Plâncton é formado por organismos
uni ou pluricelulares, em sua grande
maioria microscópica, que flutuam
com pouca capacidade de locomoção
nos oceanos e mares, na superfície
de águas salobras, doces ou lagos.

Alguns invertebrados, as medusas e o Krill
são exemplos de plânctons macroscópicos,
ou seja, podem ser vistos a olho nu.

O plâncton é a base
da cadeia alimentar do ecossistema aquático.


Foto: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pl%C3%A2ncton


O plâncton é encontrado, geralmente,
na zona costeira de mares e oceanos,
a alguns metros da superfície. Via de regra,
formam camadas que podem ter quilômetros de comprimento,
mas geralmente têm apenas alguns metros de espessura.

Estudos recentes indicam a importância do plâncton
(especificamente do fitoplâncton)
na captação de gás carbônico da atmosfera
e na produção de oxigênio. Segundo tais pesquisas,
o plâncton é a maior fonte de oxigênio, responsável
pela maior parte do mesmo na atmosfera. Porém,
essa diversidade é extremamente sensível
a mudanças ambientais, como poluição
e variações de temperatura nos mares e oceanos.

Saiba mais sobre plâncton
Base da cadeia alimentar dos ecossistemas aquáticos
.

Fonte: http://www.infoescola.com/biologia/plancton/

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Pequi | Fruto típico do Cerrado

fruto típico do Cerrado, cuja nomenclatura
vem do Tupi e significa “pele espinhenta”.


Fruto é muito utilizado na culinária sertaneja


O pequizeiro é uma árvore de copa frondosa
que pode chegar a 12 metros de altura.
Suas folhas são grandes, cada uma composta
por três grandes folíolos, cobertos
por uma penugem e com as pontas entrecortadas.

Foto: http://blogdobanu.blogspot.com.br/2011/12/pequi-macio-espinhento-afrodisiaco.html


Já seu fruto possui o tamanho aproximado
de uma maçã e uma casca verde.
No seu interior, existe um caroço revestido
por uma polpa comestível macia e amarela.
Embaixo da polpa há uma camada de espinhos muito finos,
por isso ao roer o pequi cozido, é preciso ter cuidado.

Por baixo dos espinhos
há uma amêndoa macia e muito saborosa.
A época de produção dos frutos é de novembro a janeiro.
A germinação do pequi pode demorar até um ano,
mas menos da metade dos caroços germinam.
Saiba mais sobre o pequi
fruto típico do Cerrado brasileiro
.

Fonte: http://www.cerratinga.org.br/pequi/

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Koubo | Extrato de um Fruto do agreste brasileiro

Conhecido como o ''doce do deserto''

o koubo é uma fruta muito popular
no agreste brasileiro, utilizada na culinária do norte
e nordeste do país no preparo de doces e geléias.

Foto: http://www.sanissimo.info/public/post/koubo-esta-fruta-pode-fazer-emagrecer--88.asp


Koubo consiste num composto natural
obtido através de um cacto da espécie dos epífitos
chamado Pitaia (pitaya),
utilizada na culinária do nordeste do Brasil
e conhecida como o doce que emagrece,
por ser muito saboroso e ter uma ação
moderadora do apetite e redutora de gorduras.